Informações sobre hanseníase, causas, sintomas e tratamento da hanseníase, identificando práticas que possam contribuir para a sua cura.


Sinais e sintomas neurológicos da hanseniase

A hanseníase manifesta-se, além de lesões na pele, através de lesões nos nervos periféricos.
Essas lesões são decorrentes de processos inflamatórios dos nervos periféricos (neurites) e podem ser causados tanto pela ação do bacilo nos nervos como pela reação do
organismo ao bacilo ou por ambas. Elas manifestam-se através de:
  • dor e espessamento dos nervos periféricos;
  • perda de sensibilidade nas áreas inervadas por esses nervos, principalmente nos olhos, mãos e pés;
  • perda de força nos músculos inervados por esses nervos principalmente nas pálpebras e nos membros superiores e inferiores.
A neurite, geralmente, manifesta-se através de um processo agudo, acompanhado de dor intensa e edema. No início, não há evidência de comprometimento funcional do nervo, mas, freqüentemente, a neurite torna-se crônica e passa a evidenciar esse comprometimento, através da perda da capacidade de suar, causando ressecamento na pele.
Há perda de sensibilidade, causando dormência e há perda da força muscular, causando
paralisia nas áreas inervadas pelos nervos comprometidos.
Quando o acometimento neural não é tratado pode provocar incapacidades e deformidades pela alteração de sensibilidade nas áreas inervadas pelos nervos comprometidos.
As lesões neurais aparecem nas diversas formas da doença, sendo freqüentes nos Estados Reacionais.

Alguns casos, porém, apresentam alterações de sensibilidade e alterações motoras (perda de força muscular) sem sintomas agudos de neurite. Esses casos são conhecidos como neurite silenciosa.

Existem também, sinais e sintomas dermatológicos associados à hanseniase, que poderá conhecer aqui.
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL